ANDRÉ DIB

Fotógrafo desde 2002, André Dib especializou-se em fotografia documental, produzindo conteúdo para as principais revistas e jornais do país e exterior. Participou de diversas expedições pelo mundo a fim de documentar paisagens, fauna e flora, bem como registrar o modo de vida de povos e comunidades tradicionais. Entre ensaios e reportagens, teve trabalhos publicados nas conceituadas National Geographic Brasil, The Guardian, Explore, O Globo, Folha de São Paulo, entre outros.

 

O fotógrafo também produzi conteúdo para ONGs e instituições como WWF-Brasil, Itaú Social, SOS Amazônia, Fundação Boticário, FAO (ONU), ICMBio, Serviço Florestal Brasileiro e já teve muitos de seus ensaios apresentados em mostras e exposições dentro e fora do país. Ganhou diversos prêmios dentro e fora do país e desenvolveu projetos que se materializaram em livros, tais como Parques Nacionais Brasileiros, SerTão Kalunga e Chapada dos Veadeiros.

 

Apaixonado pela vida ao ar livre, esteve na Antártida 3 vezes, no Oriente Médio e em outros pontos isolados do globo. Documentou algumas das principais montanhas brasileiras, tendo escalado os picos mais altos do Brasil. Além disso, esteve no cume de algumas das mais altas e belas montanhas da América, como Aconcágua, Ojos del Salado, Illimani, Sajama, Parinacota, Cotopaxi, Veladeiro, entre outras.


A EXPEDIÇÃO

Expedição fotográfica desenhada para unir duas paixões, fotografia e aventura em uma imersão pela Serra Catarinense, iremos abordar técnicas de longa exposição, composição, uso de filtros, fotografia noturna, técnicas avançadas de Landscape utilização e escolha correta de equipamentos em trilhas de longo curso, entre outros assuntos.

 

A trip será realizada em 6 dias, entre teoria e prática. Serão 3 de TRAVESSIA para execução e aprendizado de fotografia em AÇÃO. A ideia é caminhar realizando todas as experiências fotográficas com as orientações do André em tempo real, aproveitando as oportunidades que o ambiente nos proporciona, explorando composição, enquadramento, técnicas de longa exposição, uso de filtros, fotografia noturna, fotografia de fauna, flora durante o percurso de cada dia. Ao fim da travessia, ainda teremos mais 1 dia livre para visitarmos o MORRO DA IGREJA onde teremos um dos mais belas vistas da Serra Catarinense, no local onde já foi registrado a temperatura mais fria do Brasil.

 

A TRAVESSIA

Esta travessia consiste em uma caminhada de 3 dias pelos campos, vales e montanhas da região conhecida como Borda da Serra Geral, numa dos locais mais belos do país, onde passaremos pelos incrível Cânion das Laranjeiras e a lendária Serra do Rio do Rastro. A TARGET cuidará de toda a logística e acampamentos confortáveis durante todo o percurso, além das hospedagens nas cidades base antes e depois da travessia.


Serão 32 km de caminhada realizada a partir da Fazenda Santa Cândida, onde se encontra o Cânion das Laranjeiras até o mirante da Serra do Rio do Rastro. Durante a caminhada, percorreremos trechos de antigas estradas de tropeiros sem condição de tráfego, campos naturais com capim baixo e alto, vales, áreas de reflorestamento com pinus, inúmeros córregos de água, encostas e matas.

 

O ITINERÁRIO

 

1º DIA:

Chegada a BOM JARDIM DA SERRA (Ou Urubici)

Este é o dia agendado para todos estarem na SERRA. Nos encontraremos na hospedagem. A noite, apresentaremos o roteiro mais detalhadamente e teremos aula teórica com Andre Dib, que passará sua experiência e técnicas fotográficas que serão abordadas durante o trajeto. Longa exposição, Uso de filtros, fotografia noturna, técnicas de fotografia de fauna e flora, entre outros.

 

Observação: Chegada sugerida até 20h
Importante: A hospedagem poderá ser alterada para URUBICI, conforme as disponibilidades de hospedagens.

2º DIA:

Subida ao campo, Cânion Laranjeiras e borda da Serra ao Acampamento Mato Preto

Será um dia de campos e bordas, tendo o Cânion Laranjeiras já no princípio. A noite no acampamento também será excelente para exploração fotográfica, sem interferências de iluminação artificial e tendo todo o céu a disposição.

Distância: 11km

 

3º DIA: 

Subida ao platô da Serra e descida ao Cânion do Funil

Na primeira hora enfrentaremos uma subida um pouco acentuada ao platô da Serra até a borda, onde seguiremos contornando até chegarmos ao próximo acampamento, o incrível Cânion do Funil, com suas luzes e visualizando também as cidades abaixo da Serra. Este acampamento oferece outra noite fantástica para trabalhos fotográficos.

Distância: 8,5km

 

4º DIA:

Caminhada até o mirante da Serra do Rio do Rastro

Último dia de travessia. Caminharemos em grande parte, contornando as bordas da serra, até encontrarmos a Serra do Rio do Rastro. Finalizaremos a caminhada no mirante e em seguida, retornaremos à pousada.

Distância: 12,3km

 

5º DIA:

Dia de visitação a pontos estratégicos de Urubici e Região como MORRO DA IGREJA

Pela manhã vamos conversar sobre a experiência fotográfica, explorar o conteúdo captado por todos e receber os ricos feedbacks do André. A tarde, visitaremos alguns dos principais pontos turísticos da região, em especial o MORRO DA IGREJA onde termeos como foco, registrar o FIM DE TARDE e as luzes que iluminam a Serra.

 

6º DIA:

Check Out - Fim do programa

Expedição FOTOGRÁFICA - CÂNIONS CATARINENSES com André Dib - 21 a 26/07

R$ 3.100,00Preço
    • 3 Noites em hospedagem (Hostel + Café da manhã);
    • 2 Noites em Acampamento (Durante a Travessia)
    • Equipamentos de Acampamento (Barraca + Colchonete + Saco de Dormir);
    • Alimentação completa durante a TRAVESSIA (Café da Manhã + Box Lunch + Jantar)
    • 1 Guias/Condutor especializados na Serra Catarinense, Certificado e com certificação em primeiros socorros em áreas remotas;
    • 1 Líder de grupo especializado em trekking e montanhismo;
    • SPOT GPS (equipamento de localização e segurança – resgate);
    • Taxas de visitação (propriedades particulares e mirantes);
    • Seguro Aventura (trekking);
    • Transporte privativo até o início da travessia e Retorno (Mirante do Rio do Rastro até a Fazenda Santa Cândida – Bom Jardim da Serra / Urubici);
    • Visitação ao Morro da Igreja;

     

    OBS.: O Morro da Igreja vem recebendo inúmeras reformas nas estradas de acesso e podemos no dia selecionado, não ter autorização de entrada. Neste caso, seguiremos para a Serra do Corvo Branco como alternativa.